Compartilhe esse post

“Consultar CPF no Serasa”: conheça a ferramenta certa

Realize a pesquisa para o seu cliente de um jeito simples e rápido

Você provavelmente já ouviu falar em consulta de CPF no Serasa. Mas no que ela consiste e como pode proteger o seu negócio, seja na advocacia, mercado imobiliário ou comércio de veículos, entre outros? E mais: a consulta no Serasa é suficiente?

O CPF

O Cadastro de Pessoa Física (CPF) é o número de identificação do cidadão junto ao governo federal. Ele é necessário para abrir contas em banco, solicitar crédito, adquirir imóveis e veículos, fazer compras parceladas, entre outros. 

Por isso, ao CPF ficam atreladas todas as dívidas que um cidadão possui, seja na esfera privada ou pública, relativas a impostos, como IPTU, IPVA, IR, e até mesmo débitos da empresa a qual possui participação societária.

Consulta ao CPF

Devido à descentralização das informações, surgiram os “órgãos de proteção ao crédito”. Eles compilam e disponibilizam informações relativas às dívidas dos consumidores como forma de as empresas se precaver na hora de fazer uma venda a prazo ou conceder crédito a um cliente.

Os mais conhecidos são o SPC, SCPC Boa Vista e Serasa. Cada um possui sua própria base de dados e os disponibiliza de forma distinta, sempre respeitando a Lei Geral de Proteção aos Dados (nº 13.709/2018).

“Como consultar CPF no Serasa”

Esse é um dos termos mais pesquisados no Google quando se trata de consulta de CPFs. E a verdade é que a resposta, além de variar, se aplica também aos outros órgãos de proteção ao crédito. Isso porque um CPF pode ser consultado sob duas situações distintas.

A primeira situação é quando você, enquanto pessoa física, deseja consultar o próprio CPF para verificar se há restrição e quais as dívidas atreladas a ele. Para isso é preciso descobrir, em sua cidade, que pontos disponibilizam esse tipo de consulta. 

Na maioria dos casos, a consulta é presencial e deve ser feita com um documento de identificação (com foto) em mãos. No caso de consulta para terceiros, é necessário apresentar uma procuração.

E lembra quando dissemos que cada órgão de proteção ao crédito possui seu próprio banco de dados? Então… é perfeitamente possível uma dívida não aparecer no SPC, mas aparecer no Serasa, por exemplo. Por isso é preciso consultar todos eles para ter certeza que não está com o CPF negativado. 

No caso específico do Serasa, existe a possibilidade de a consulta ser feita pelo site Serasa Experian. Basta se cadastrar e fazer o login para consultar seu próprio CPF e até mesmo renegociar dívidas. 

Porém, se você é advogado e precisa consultar o CPF de clientes, possui um negócio, como uma imobiliária ou concessionária de veículos e necessita fazer consultas para potenciais compradores, aí é necessário ter contratado o sistema de consultas, ou ser associado de uma instituição conveniada.

Assim, sendo contratante dos órgãos de proteção ao crédito, é possível verificar o CPF de um potencial cliente toda vez que for fechar um negócio que demande cedência de crédito, por exemplo. 

No caso de advogados, eles também são utilizados para encontrar informações das contrapartes que possam servir de subsídio para uma ação.

“O que é dívida negativada no Serasa”

Mais uma pergunta geralmente voltada ao Serasa, mas que se aplica a todos os órgãos de proteção ao crédito, como SPC e SCPC Boa Vista. 

Dívida negativada é quando a empresa credora solicita ao órgão de proteção ao crédito, ao qual ela é conveniada, a negativação de um CPF devido a um débito em aberto. Ou, como chamamos popularmente, uma conta atrasada.

Os dois, todavia, não são sinônimos. É possível o consumidor possuir uma conta em atraso e não ter o CPF negativado. A negativação depende do tempo de atraso. E as empresas costumam buscar a recuperação do valor antes da negativação, respeitando um período de trinta dias, ao menos. 

Com uma dívida negativada ficam mais difíceis as compras a prazo, aprovação de cartões de crédito, aluguel de imóveis, financiamentos imobiliários ou de veículos, empréstimos, e até mesmo abrir crediário em lojas. Algumas empresas também têm a política de não contratar pessoas negativadas.

Além disso, cada negativação contribui para a diminuição do score daquela pessoa. Um score baixo resulta em dificuldade na obtenção de crédito e juros mais altos quando o crédito é finalmente concedido. Já já veremos sobre score. Aguenta aí.

Uma dívida negativada permanece ativa por cinco anos. Após esse período ela deixa de constar no banco de dados do órgão de proteção ao crédito correspondente. Mas isso não significa que a dívida deixou de existir. Ela existe e continuará sendo cobrada. Apenas não aparece em consultas.

O que é o score do Serasa?

O que todos chamam de “score do Serasa” é na verdade o chamado score de crédito ou pontuação de crédito, no bom português.

Trata-se de uma pontuação utilizada para representar o histórico financeiro de um indivíduo e as possibilidades de honrar futuros compromissos financeiros com base naqueles pré-existentes e que foram pontuados. 

Quanto mais alto o score de uma pessoa, melhor é sua avaliação na hora de conceder crédito a ela. E não só isso: quanto maior a pontuação do score, melhores são os juros e condições de pagamento oferecidos. 

Com uma pontuação que vai de zero a mil, o score representa o risco de inadimplência do consumidor. Mas não é apenas as contas em atraso (negativadas) que contam pra isso. A renda e o volume de compras realizadas no CPF em questão também são considerados. 

Consultas são vitais para o seu negócio

Fica claro que, hoje em dia, para conceder crédito com segurança, é preciso ter o máximo de informações acerca do potencial cliente. E mais claro ainda que é preciso recorrer aos órgãos de proteção ao crédito para obter essas informações.

Mas fazer consultas em todos os serviços antes de fechar um negócio, ou mesmo para encontrar aquilo que procura para uma contraparte, no caso dos advogados, é um processo demorado, que toma muito mais tempo do que deveria.

Além disso, torna-se caro, pois cada serviço pratica valores distintos que geralmente são pagos mensalmente e também no ato da consulta. Quanto mais consultas, mais caro fica.

E como se não bastasse, existem alguns pontos que ficam descobertos, pois não são todos os serviços que apontam débitos existentes em detrimento de cheques sem fundos e protestos, por exemplo. 

Além disso, para descobrir dívidas com a União, Estado ou Município, é preciso consultar cada um de forma individual. 

E é por isso que a Jusfy tornou JusFinder na maior, mais completa e robusta ferramenta de buscas do mercado. 

Você já sabe como JusFinder funciona? Se não, temos um artigo falando sobre os diversos tipos de buscas que ela realiza, bem aqui.

Agora, com JusFinder, o advogado ou empreendedor poderá encontrar, através de apenas uma consulta, informações sobre o mesmo CPF em todos os serviços de proteção ao crédito do Brasil, simultaneamente: Serasa, SPC e SCPC Boa Vista.

Bom demais pra ser verdade? Então espera que tem mais: lembra quando eu disse que nem todos esses órgãos exibem cheques sem fundos ou dívidas protestadas? Com JusFinder, a mesma busca exibe esses resultados também.

Dívidas públicas? Se aparece no Cadin, aparece no resultado de JusFinder. E todos os resultados são exibidos sob forma de relatório na tela. Não é necessário clicar em nenhum link ou fazer cadastro em nenhuma outra plataforma. 

E esse upgrade que JusFinder ganhou não descartou suas antigas funcionalidades. Com ela, ainda é possível descobrir emails, telefones e endereços relacionados ao CPF consultado, além de veículos e participação societária em empresas. 

Então, se você quer uma solução definitiva para as consultas de CPF em seu escritório ou empresa, precisa experimentar JusFinder. Faça já um teste grátis de sete dias, sem compromisso.